domingo, 31 de julho de 2011



Não existe um temporal que não deixe marcas. 
Nenhum.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

SABE O QUE FALTA?

Falta alguém para cantar essa musica:


quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sonhei que te mostrava as minhas cicatrizes.
Foi algo como revelar a minha alma despida e sussurar ao pé do ouvido "vem, participa do meu ser".

terça-feira, 26 de julho de 2011

"olha sempre de perto

e anda sempre por perto



nesta vida nada tens como certo"
Vai, gotinha,
Se esparrama todinha.

Vai, gotinha,
O vidro te espera.

Choque-se.

Torna-te cachoeira,
Afoga as formiguinhas.
vestido vermelho.






sandália de tiras.
O MEU PARTIDO É DO CORAÇÃO PARTIDO!

terça-feira, 19 de julho de 2011

Como tá a vida?
(tá toda errada)
E por que tu não vais atrás de consertar?
(procrastinação não deixa)

quinta-feira, 7 de julho de 2011

(Passarim quis pousar, não deu, voou)

"E o mato que é bom, o fogo queimou
Cadê o fogo? A água apagou
E cadê a água? O boi bebeu
Cadê o amor? O gato comeu

E a cinza se espalhou
E a chuva carregou

Cadê meu amor que o vento levou?"