segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Se for para sofrer, que seja direito, como manda todo o figurino.
Com um vinho amargo, um cigarro barato e acompanhado da própria solidão.

domingo, 25 de setembro de 2011

Embarquei nesse trem por impulso,
E agora não sei o meu destino.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

A pessoa que escreveu isso venceu o campeonato de voltas por baixo infinitas vezes.
Você só conhece alguém depois de ver essa pessoa chorar.
Depois que toda muralha cai, e você vê aquilo que era tão forte e indestrutível com uma vulnerabilidade de amedrontar, e por conseguinte, percebe que nunca o tinha visto realmente.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

             LOVE WILL TEAR US 
(crec)A(crec)P(crec)A(crec)R(crec)T(crec).


Calafrios ouvindo essa musica, eu sinto.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Caixa da saudade cabe cada pedacinho de mim.
Cabe Colombina, cabe Pierrot e Arlequim.
SABE O QUE EU ACHO?
Não sabes nada. Nem eu sei...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Vai saber, 
se olhando bem 
no rosto do impossível, 
o véu, o vento o alvo invisível, 
se desvenda o que nos une ainda assim.

A    gente    é    feito    pra    acabar    .




Ai, Jeneci. Por que?

sábado, 17 de setembro de 2011


ar: Matemática do amor.
ed: Sabe eu sempre crio esperanças quando acabo um desses ­­filmes.
ar: É tão fofinho esse.
ed: É bom. Já pensou eu com uma guria daquela?­­ Maldilto seja aquele que acredita fielmente no amor...
- A Tristeza está morta.
Ana Raphaela









-Ana Raphaela está morta.
Tristeza

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Parabéns a você nesta data, querida
 Sinto muito estou de partida.
Me disseram que é bom mudar
 Mas eu não sei por onde começar
Por uma noite apenas serei seu, é foda!
 Guaraná é bem melhor que soda!
Não ligue pra o que vão dizer.
 O Jet Set que vá se fuder!
Nas festas da playboy não têm só mulher gostosa,
 tem champanhe também.

E o que você está fazendo em casa?
Ponha uma roupa e o pau pra fora.

Todo mundo sempre está
 Onde todo mundo vai
Todo mundo dá palpite
 Todo mundo quer convite



Bidê ou Balde - Microondas

terça-feira, 13 de setembro de 2011

               Talvez seja eu.
         Talvez seja você.
Porém, acho que estamos                                                      demais para ficar em uma garrafa
                                                       d - i - s - p - e - r - s - o - s

Vejam só, se não é o caracol, todo gaudério indo se esconder em sua concha.

Eu acho que no fundo, todo esse escudo é para que eu não fuja e me perca. Em você.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Se eu soubesse antes, o que sei agora,

Erraria tudo exatamente igual.

(iria embora antes do final)
You should be in my life.
E quando você perceber
Que deixou muita coisa passar,
E que não sabe o que fazer,
Como irá lidar?



Oh gosh. How i have to do it?

sábado, 10 de setembro de 2011


I know, I know.

um lado emocional feito de bomba relógio

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

N O SS A S      D I G I T AI S
N ÃO       S E       A P A G AM
      D A S       V I D AS      Q UE      
T O C A M O S

terça-feira, 6 de setembro de 2011






I'm not sure what this could mean,
I don't think you're what you seem.
I do admit to myself,
That if I hurt someone else,
Then I'll never see just what we're meant to be...








A palavra da vez é: fingimento
Não é que eu finja que não me importo.
Eu não me importo, mesmo.

sábado, 3 de setembro de 2011

UMA VERDADE: Eu sou muito fingida
Foda-se. É uma questão de auto-defesa.

Mas, hoje em dia, quem não é?

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Sobre uma despedida ao último voo.



"Não sei o que seria de Vossa Senhoria caso este servo tão cansado apenas ficasse saturado de toda a atmosfera clínica deste romance psicológico. Entenda que nos tempos de hoje, provindo da geração da sétima lei, não há nada que realmente me prenda a esta condição de serventia, pois eu, ser por demais estudado, fino e dotado de talentos únicos, características que Vossa Senhoria, por ofício do destino poderia ter (mas não tem), estou sentindo que toda a minha graça e potencial estão sendo desperdiçados.
O mundo diz que quer me ver, e quem sou eu para negar um pedido ao mundo? Aqui, neste lugar que tu me designastes, estou camuflado, escondido e trancado por dois cadeados, já que brilho demais. É como colocar uma borboleta laranja em um pote na estante do seu quarto. Acredite, não é bom voar tanto e não mudar o limite de voo. E por tal situação, somada ao seu descuido rotineiro de deixar a tampa do pote aberta, que eu após muito refletir se deveria ou não aproveitar tal oportunidade para voar além dos limites que me foram designados por você, decidi o que fazer.
Pensei demais e fritei meu cérebro de borboleta, porque apesar de todas as correntes e todas as faltas de consideração para com a minha existência, houveram momentos bons. Muito bons, ótimos, terríveis. Então voltei ao ponto de partida.
Sei que jamais riria da tua cara pelo descuido de me perder. “Eu tinha ido embora desde o primeiro dia”. E talvez seja essa a verdade. Espero que você ache outros que gostem da rotina, pois eu estou me mudando, saindo daqui. Adeus, bye bye, saionara,  revoir. Obrigada, mas sinto em dizer que não dá mais p'ra mim.
E quanto tu olhares pela janela e me ver voando pelos campos, não sinta ódio, algum tipo de sentimento de vingança, raiva, ciúmes da luz e das flores. Pense que eu já bati asas no seu quarto e que valeu a pena o vento que eu movimentei com esse batido de asas."

Texto de Monike Lima