sábado, 21 de janeiro de 2012

Pra ser sincero, não espero de você mais do que educação, beijo sem paixão, crime sem castigo, aperto de mãos. Apenas bons amigos...

Pra ser sincero, não espero que você minta. 
Não se sinta capaz de enganar quem não engana a si mesmo...

Nós dois temos os mesmos defeitos. Sabemos tudo a nosso respeito. 
Somos suspeitos de um crime perfeito, mas crimes perfeitos não deixam suspeitos...

Pra ser sincero, não espero que você me perdoe por ter perdido a calma. 
Por ter vendido a alma ao diabo...

Um dia desse, num desses encontros casuais, talvez a gente se encontre.
Talvez a gente encontre explicação...
Talvez eu diga:
-Minha amiga, pra ser sincero, prazer em vê-la! Até mais...